MATUNGO

IMG_4644


Facebook | YouTube


• V A M O  M A T U N G Á •


• S O B R E  M A T U N G O •

Milongueiro, cumbiambeiro e mateador: Matungo.

Vagabundeantemente determinado, com sua música mestiça do sul da América, vai batendo patas pelo pampa alternativo. Uma música sem pátria, mas com o pé no seu chão, orgulhosa e atrevida.


• B I O G R A F I A •

Vandré La Cruz é vocalista e principal compositor da banda Bombo Larai, e com ela já tem dois EPs lançados, três vídeo-clipes, uma abertura para a Orquesta Buena Vista Social Club e uma turnê em Buenos Aires. Em seu projeto solo, Vandré La Cruz é Matungo, cantautor que desde sua terra abre os braços e toca musicalmente o Rio da Prata e o Brasil Tropical, dando origem a uma sonoridade mestiça, descompromissada e sem medo de ser feliz.

Lançou recentemente no Facebook o registro em vídeo da música “Cumbia a lo mestizo”, tem circulado por diversas casas em Porto Alegre e no interior do Rio Grande do Sul. Em fevereiro realizou uma mini-tour em Montevidéu, onde visitou programas de rádio e participou como convidado especial da Prévia de la Fiesta del Río, na praia de Pajas Blancas. Em Junho apresentou-se no Circus Bar, um lugar classico e espaçoso no oeste da cidade de Buenos Aires onde está gravando seu primeiro disco.

Assinam a produção do seu disco, o músico e produtor, ex vocalista da banda Sonora Insurgente, Marcos Rodriguez e também o músico, professor e arranjador de música, Marcelo Zalazar, ambos argentinos. O trabalho ainda não tem previsão de lançamento, mas há a possibilidade de um single ainda para este ano.

No dicionário, matungo é cavalo que não presta para a corrida nem para o trabalho, cavalo velho ou então, o que convém neste caso, cavalo mestiço, assim como é o repertório de Vandré, agora, Matungo.


• F O T O S •

Este slideshow necessita de JavaScript.